Sobre viajar

Eu amo viajar!

Está aí uma frase dita por mim, e por muitos, várias e várias vezes. Quem não gosta de conhecer lugares novos? Pessoas novas, sabores novos, novas rotinas, caminhos novos… Tudo aquilo que está do outro lado do muro (ou mar ou estrada ou país ou cidade) nos excita, nos desperta curiosidade.

Fonte: http://startupbasecamp.org/blog/wanderlust-gene
Fonte: http://startupbasecamp.org/blog/wanderlust-gene

Mas hoje, voltando de uma viagem a trabalho (e ruim, diga-se de passagem), parei para pensar: “Por que mesmo eu gosto de viajar?”. Por que essa gana em pegar um avião rumo ao incerto, logo eu que gosto tanto de ter tudo sob controle?

As respostas-padrão que eu acabei de citar foram as primeiras a virem à mente. Entretanto, continuei a pensar e a me questionar… Afinal, para mim, o melhor lugar para pensar na vida é na estrada (seja ela terrestre, marítima ou aérea).

Cheguei a uma pseudo-conclusão que me  amedrontou. Eu viajo para fugir.

Fugir de mim, dos outros, dos problemas, das planilhas e projetos do trabalho, das disciplinas da faculdade, dos meus medos, das minhas expectativas, dos meus fracassos e esperanças… Eu viajo para fugir! Em um lugar novo, eu tenho tanto para descobrir, me preocupar e explorar que tudo aquilo que me assola no dia a dia fica distante e guardadinho na caixa “resolver depois”.

Querida Dani,

Será que isso é saudável? Uma fuga, a primeira vista, é um ato de covardia. Será? Somos covardes?

Só sei que estou contando os dias para fugir de novo.

Anúncios
Sobre viajar

Me representa #2

Me representa: são links que esbarrei por aí e não foram escritos por mim. Mas poderiam.

1) O terrorismo do status de relacionamento
http://www.casalsemvergonha.com.br/2015/05/25/o-terrorismo-do-status-de-relacionamento/

2) 14 perguntas que as gordas não se fazem, mas podem mudar sua vida
http://juromano.com/home/14-perguntas-que-as-gordas-nao-se-fazem-mas-podem-mudar-sua-vida

3) Zenpecils – um site com os quadrinhos mais fofos do mundo! (o meu preferido é o da Frida Khalo)
http://zenpencils.com/

4) Tips for the first time solo traveler
http://www.travelettes.net/tips-for-the-first-time-solo-traveler-2/

5) Se o amor da minha vida não chegar
http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/02/se-o-amor-da-minha-vida-nao-chegar.html

Me representa #2

Me representa #1

Me representa: são links que esbarrei por aí e não foram escritos por mim. Mas poderiam.

1) Eu sinto muito
http://karolpinheiro.com.br/fofuras/eu-sinto-muito/

2) Teoria das pessoas complexas
http://www.brasilpost.com.br/aina-cruz/teoria-das-pessoas-comple_b_7489582.html?ncid=fcbklnkbrhpmg00000004

3) E o medo de correr atrás dos nossos sonhos?
http://www.pequenosmonstros.com/2015/02/o-medo-de-correr-atras-dos-nossos-sonhos/

4) Saudade do que nunca vivi
http://www.casalsemvergonha.com.br/2015/06/10/saudade-do-que-eu-nunca-vivi/

5) Síndrome dos 20 e poucos
http://caiobraz.com.br/sindrome-dos-20-e-poucos-anos/

Me representa #1

Sobre o dia 12 de junho

Eis que passou o dia dos namorados. E quantas polêmicas surgiram na minha timeline!
Solteiros querendo provar que os compromissados são ridículos por acreditarem em fidelidade e os compromissados vomitando a palavra “recalque” aos quatro ventos.
Olha, não vou mentir, me divirto com essa gente! Eita povo criativo para criar memes e frases de efeito. Só acho que estão desperdiçando energia e talento ao semear intrigas e indiretas nessa internet.

O fato é: passei o último dia 12 como nasci (não, não pelada, banguela e chorando), sozinha.
E encontrei alguns textos por aí que me representam e me confortam.

Então, querida Dani, clica aí sempre que precisar relembrar algumas verdades ou mostra-las ao mundo.

1) Ser solteira não é defeito (vontade de imprimir uma resma desse texto e distribuir por aí)
http://f-utilidades.com/2015/05/26/ser-solteira-nao-e-defeito/

2) Sem tristeza no dia dos namorados
http://www.coisasdediva.com.br/2015/06/sem-tristeza-no-dia-dos-namorados/

“Pode ser que eu namore, case, tenha filhos, viva o resto da vida junto de alguém. Se essa for minha escolha, tenho certeza que ficaria feliz com ela. Mas pode ser que fique o resto do meu tempo solteira, e isso não fará de mim uma pessoa triste ou digna de pena.”

3) Música “Try” da Colbie (amo! amo! amo!)
https://www.youtube.com/watch?v=GXoZLPSw8U8

4) Será que temos mesmo que basear toda nossa felicidade na ideia de encontrar alguém?
http://www.girlswithstyle.com.br/felizes-para-sempre-sera-que-temos-mesmo-que-basear-toda-nossa-felicidade-na-ideia-de-encontrar-alguem/

Que o próximo dia 12 de junho seja com mais respeito às escolhas dos outros.

Sobre o dia 12 de junho

Insistência x Persistência

Não sei se o Aurélio concorda comigo, mas, para mim, há uma sutil diferença entre persistir e insistir.

Persistência é uma virtude. Quando se tem um objetivo, meta ou sonho, invariavelmente haverá um (ou vários) obstáculo no caminho, nosso dever é persistir. Persistência para mim é não se deixar vencer pelas dificuldades e visualizar que você é capaz de alcançar o que quer que seja. Para mim, é sinônimo de perseverança.

Agora, insistência é um defeito. Burrice mesmo. Insistir é saber de antemão que não vai dar certo, que aquilo não é um objetivo, apenas um capricho que não vai lhe acrescentar em nada, e mesmo assim seguir em frente. Insistir é pedir para ouvir dos outros ou da sua própria consciência “eu não te avisei?”, é quebrar a cara, de novo e de novo  e de novo.

Querida Dani,

Vamos aprender a perseverar quando preciso for e desistir quando não valer a pena. Jamais insistir. Quem insiste é chato, burro e desnecessário. Não queremos isso, não é mesmo?

Insistência x Persistência